O Presente de Baghavan

Um final de semana especial para todos nós que fazemos parte da incrível Sangha Platina Solaris, tenho certeza.

Dos dias 03 a 05 de dezembro de 2021, nosso querido tutor Saulo, o engenheiro Ovane e o arquiteto Daniel foram até a cidade e São Gonçalo do Rio das Pedras (MG) receber a terra para a construção da segunda Estação de Luz.

Daniel, Saulo e Ovane.

Saulo foi recebido com muito carinho e zelo pela Silvana da Cunha, essa mesma querida que trouxe a Cura Quântica (TQC), em sua casa.

Todos tiveram momentos incríveis e gostaríamos de agradecer o carinho e amorosidade com qual fomos todos recebidos.

Saulo e Silvana apreciando a vista

Ao final de toda essa aventura, Silvana sentiu em seu coração de presentear-nos com uma benção, em forma de cartas de Sri Amma-Baghavan.

Ela recebeu esse presente em 2007 em sua viagem à Índia quando tornou-se Trainer na Oneness University e é muito especial para ela e para todos nós, também!

Um momento emocionante, com certeza!

A nossa imensa gratidão como Sangha, a essa consciência, que brilha tanto amor.

Essa é a nossa história em gotas.

A Sangha Platina Solaris, em amor!

Vídeo Estréia sobre tecnologia, criatividade e nomadismo.

Amanhã, domingo 14/11 às 20h30, estreia em nosso canal do YouTube, um vídeo curto onde nosso tutor Saulo faz um breve comentário lúcido e profundo sobre o evento em que foi convidado a participar: o borogoday.

Na última semana de outubro Saulo foi convidado para estar em Salvador (BA) junto à executivos de empresas como Microsoft, Amazon AWS, Sky, Pinterest, Cubo Itaú dentre outros; para falar um pouco sobre a “Espiritualidade Prática” no maior Evento de Transformação Criativa do Brasil chancelado pela Unesco: o Borogoday! Ao todo, foi mapeado mais de 10 mil participantes em 3 dias de evento.

Fizemos um vídeo de 1’15” (um minutinho e quinze segundos!) contando um pouco sobre o evento e compartilhamos com você, tá logo abaixo, no link.

Mas, olha: o vídeo estréia amanhã, domingo (14/11) às 20h30 em nosso canal do YouTube, então não se esqueça de colocar o “lembrete” para não perder a estréia!

Tenha acesso ao vídeo clicando no link abaixo:

Tecnologia, nomadismo e criatividade!

Esse foi um passo muito importante para todos nós da Sangha Platina Solaris, pois conseguimos falar de propósito e projetos sendo regidos pelo coração, junto à grandes líderes.

Sermos convidados a estar em um evento chancelado pela Unesco, pela Prefeitura de Salvador, a GOL Linhas Aéreas, Havaianas, SKY, HSM, Microsoft; dentre outras grandes marcas só nos faz acreditar que o caminho está aberto a um olhar gentil ao próximo.

Vamos juntos? Namastê.

DEPOIMENTO DA MADHAVA: SATSANG ‘SINTO MUITO’

Saulo, tutor da Sangha Platina Solaris, iniciou no dia 14/09/21 uma série de 4 satsangs, chamada O Poder do Ho’oponopono. Cada satsang da série traz como tema os decretos do Ho’oponopono: Sinto Muito, Me Perdoe, Obrigado, e Eu te amo, e hoje trazemos aqui um depoimento muito especial sobre o primeiro satsang dessa série, que fala do Sinto Muito.

A querida voluntária Madhava Yah compartilhou com toda a sangha sua experiência durante a meditação realizada durante o satsang, e compartilhamos aqui para que você também se permita todas as possibilidades que estão disponíveis a nós quando nos colocamos vulneráveis para que a Luz se manifeste e flua através de nós.

“Bom dia a todos.
Quero contar minha experiência de ontem na meditação Sinto Muito com Saulo.
Tava tudo bem, até que na meditação ele falou para que fosse abrindo as portas, e a primeira porta, que foi a do coronário, já estava aberta. Como sempre eu senti a presença da luz pelo meu coronário, o que eu sinto sempre nas meditações, e foi se abrindo a porta da garganta, a porta do coração… de todos os chakras.

A do coração foi muito forte. Eu comecei sentir algumas coisas diferentes no meu corpo, e cada vez que as portas iam se abrindo em mim, a luz ia ficando mais forte, porque cada vez que abria as portas, a luz saía. E foi ficando muito forte. Chegou um ponto que eu não sentia mais o meu corpo – era só luz. Era uma luz muito forte, uma luz meio quadriculada com um azul índigo e um rosa bem forte que não era vermelho, era um tom de rosa bem forte.

Eu fiquei com medo porque, como eu não tô acostumada, tive medo, e eu suei muito, suava de pingar suor! Um suor muito grande. E aquela luz foi tomando totalmente conta de mim, que eu já não me percebia mais, o meu corpo. Eu só me percebia toda luz. Eu fiquei com medo. Inconscientemente eu abri o olho, depois fechei porque eu não conseguia nem abrir o olho, de tão forte que tava, fechei os olhos e veio na minha mente assim: medo de quê? Tudo tá no comando do Pai. Não precisa ter medo. Foi aí que eu tentei relaxar e me acalmar um pouco.

Até que foi indo devagarzinho… Eu fui tomando consciência do meu corpo aos poucos… E pra eu conseguir abrir o olho e enxergar alguma coisa demorou um pouco, porque quando eu abri o olho tava tudo muito turvo onde eu estava, e foi essa a experiência.

Depois eu refleti, pensei, pensei, e vi como que a gente não sabe quem a gente é mesmo. Tanto o Saulo fala: quem é você? ‘Eu sou Maria José’, eu sou isso, aquilo… Não é nada disso! Isso é o que você passa aqui no corpo. A gente não tem noção realmente do que a gente é, da luz que a gente é, da força que a gente é. A gente realmente não tem noção. O que eu percebi ali foi no momento que eu me entreguei, que eu abri as portas, eu tive uma mínima percepção da luz que todos nós somos. Foi esse o entendimento que eu tive. Um bom dia a todos.” Madhava Yah

Assista ao Satsang completo abaixo e inscreva-se no nosso canal do YouTube, que tem quase mil conteúdos gratuitos voltados para o despertar espiritual e expansão da consciência.

#EUSOUFLORDOALTO: CONHEÇA ESSA HISTÓRIA

Se você chegou até esse post, provavelmente você já deve saber que a Sangha Platina Solaris está desde janeiro em Barreiras, na Bahia, para a construção da Estação Flor do Alto. Em integração com a comunidade, temos realizado diversas atividades voltadas para o despertar e expansão da consciência, além de várias reuniões e parcerias voltadas para a construção da Estação. Mas como chegamos até aqui? Hoje você irá conhecer nossa história desde o início. (Senta que lá vem história! 😂)

Tudo começou em 2014, quando Saulo Nardelli, um empresário de sucesso do ramo alimentício e publicitário, viu seus negócios falirem e sua carreira entrar em colapso. Ele precisou vender suas empresas por uma moeda de 1 real, como ele conta, e tudo o que havia conquistado até então foi por água abaixo. Reuniu todo o dinheiro que tinha, pagou fornecedores e funcionários, parte do dinheiro destinou a seus pais, e foi exatamente quando parecia não restar mais nada que o seu processo de despertar espiritual começou.

Nesse período em que tudo estava ruindo, ainda em 2014, Saulo foi com amigos a uma aula de acroyoga em Belo Horizonte e lá conheceu Angélica (Prema Dhyaan), que se tornaria sua companheira de vida. Assim que eles se conheceram Saulo precisou recomeçar sua vida com R$ 200. Foi com esse dinheiro que ele se reinseriu no mercado de trabalho, reconstruiu sua carreira e se tornou um executivo de referência na área de Marketing e Vendas.

Em meio a reuniões, viagens de avião frequentes e congressos, Saulo dialogava constantemente consigo mesmo e com Deus. Em um processo intenso de conhecer a si mesmo, expandia cada vez mais sua consciência em conexão com o Conhecimento Firme e a Verdade Maior. Tudo isso acontecia enquanto ele ministrava palestras e treinamentos para milhares de pessoas ao redor do país e se tornava cada vez mais conhecido no mercado da publicidade.

Saulo, com Virtudes já despertas em seu coração, se reergueu e se tornou especialista em Inbound Marketing & Sales treinado pelas principais referências do Brasil e do mundo como HubSpot, Resultados Digitais, Rock Content dentre outras. Treinou mais de 1.400 agências de publicidade no país, além de times comerciais e de marketing de inúmeras empresas de diversos segmentos como o de tecnologia, construtoras, incorporadoras e imobiliárias, trazendo o conceito pioneiro de Inbound Sales Human to Human no Brasil.

Então, Saulo e Angélica foram morar juntos em Belo Horizonte. Já grávidos da Kaisa, a primogênita do casal, Saulo foi se entregando cada vez mais ao seu processo espiritual, até que, numa tarde de 2018 enquanto tomava café, ele alcançou a Iluminação. Foi recebido por Bhagavan, que disse a ele: “você tem o Sol e a Lua em seu nome. É hora de brilhar“, palavras que ele só entenderia muito tempo depois. Claro que esse processo foi muito mais complexo do que relatamos aqui, mas esse é apenas um breve resumo.

E assim veio o chamado diretamente da Fonte (ou Deus, ou como você preferir chamar): Saulo foi convocado para começar a falar sobre esse processo com outras pessoas. No início ele teve dificuldade de entender como faria isso, o que iria falar ou quem iria querer escutá-lo, mas confiou em sua missão e assim começou a convidar pessoas para a “salinha de casa”, como eles brincam. Começou com um, que chamou mais alguns, esses alguns chamaram mais uns outros, e quando deram conta os encontros já reuniam mais de 30 pessoas, que mal cabiam na sala.

Encontro na “salinha lá de casa”, como Saulo e Angélica brincam até hoje.

E assim a Sangha Platina Solaris se formou, iniciando pela Sangha BH, e pouco a pouco começou a se expandir, com a adesão de cada vez mais pessoas se voluntariando para servir junto às fileiras da Luz e entrando em lindos processos de autoconhecimento, curas e despertar.

Assim foi criando corpo o Projeto The Golden Walk: a Caminhada de Ouro, com a realização de diversas ações desinteressadas como visitas a hospitais e orfanatos, doações sociais, caminhadas conscientes com coleta de lixo, atendimento gratuito a pessoas com câncer, e diversas outras ações. Desde essa época, Saulo já sabia que sua missão era a construção de 12 casas ao redor do planeta, mas só mais tarde ele viria saber que essas casas se tratavam, na verdade, de Estações de Luz.

Nesse período, Saulo e Angélica engravidaram de Dan, que veio para ancorar o poder de Deus em nós. Dan não chegou a nascer – Angélica passou por uma perda gestacional -, mas ainda assim ele trouxe uma energia muito especial e muito importante para todos nós e para o projeto.

Em um salto de fé, abandonando toda a vida, conforto e rede de apoio que tinham em BH, em 2019 a Família de Luz sentiu o forte chamado no coração de expandir o projeto e se mudou para a cidade de Búzios (RJ), em um local ligado à Espiritualidade em meio a uma reserva florestal com 10mil hectares de mata atlântica reservada. A partir desse salto em doação e entrega abnegada da família, totalmente entregues ao projeto sem nenhum auxílio ou renda, a Sangha e o Projeto se concretizaram em terra.

Em março, Saulo e Angélica engravidaram da Eli Yah, a terceira filha do casal que, assim como Kaisa, nasceu em casa, em parto domiciliar. Eli nasceu em junho de 2019, aumentando a família com muito amor e trazendo também forte ancoramento e expansão energética para a sangha.

Em Búzios, na reserva em que moravam, Saulo começou a realizar meditações, satsangs, darshans, transmissão de bençãos, discursos, e cada vez mais pessoas entravam para integrar o grupo. No final de agosto de 2019 aconteceu o primeiro retiro espiritual com toda a sangha: o Retire-se!, em que a energia se estabeleceu e foi aberto o portal do Projeto The Golden Walk: a Caminhada de Ouro.

Veja algumas fotos do retiro:

A partir do retiro, as atividades do projeto foram se intensificando e cada vez mais projetos de luz foram sendo realizados através do voluntariado, que atuava de forma presencial e também online. A sangha se expandiu pela região dos lagos, e ressaltamos aqui a Sangha de Rio das Ostras, que sempre realizou diversas atividades com muita força de vontade e entrega.

Como Saulo já sabia e já havia preparado toda a sangha para o que estava por vir, em março de 2020, com o início da pandemia, e as atividades presenciais pararam completamente. Nesse momento, o voluntariado estruturou junto ao Saulo toda a base do projeto, em uma organização interna fundamental para todo o movimento. Assim, o voluntariado online aumentou em peso, e se intensificaram as atividades via Zoom e redes sociais, com diversos satsangs, darshans, transmissão de bençãos, meditações, orações, envios de luz, grupo de acolhimento, formação de mais de 400 novos reikianos gratuitamente, encontros do sagrado feminino e masculino, lives, aulas de hatha yoga, de educação mediúnica, de arteterapia, atividades com música e dança, e muito, muito mais.

Foi durante esse período, ainda no início da pandemia, que descobrimos que a primeira Estação de Luz já estava a caminho e seria construída no interior da Bahia: através da sugestão de um voluntário com relação a essa região, Deus expandiu nosso olhar e nos guiou para onde deveríamos ir. Em outubro de 2020, Saulo viajou para Barreiras, no oeste baiano, com o voluntário Ovane Buzzi e o arquiteto Daniel Nardelli, em busca de um terreno para a construção da estação 1: a Estação Flor do Alto – a Estação da Compaixão.

Eles ficaram cerca de uma semana em Barreiras com uma agenda lotada de visitas a diversos terrenos, reuniões, parcerias firmadas, encontros com o poder público e privado, conheceram muitas pessoas e foram muito bem recebidos. Nessa ocasião, os três se apresentaram para todas as lideranças espirituais da região, pedindo licença para a chegada do projeto The Golden Walk em Barreiras.

Em janeiro de 2021, a Família de Luz e voluntários da sangha de várias partes do Brasil se mudaram para Barreiras para iniciar as primeiras movimentações para a manifestação da Estação Flor do Alto. Assim nasceu o Golden Place Rosa de Ouro, um portal de ancoramento de Luz no cerrado baiano e também residência de uma família de 11 pessoas.

Voluntários residentes do Golden Place Rosa de Ouro, em Barreiras, na Bahia.

Desde janeiro de 2021, muitos projetos vêm sendo desenvolvidos junto à comunidade de Barreiras, dentre eles: parceria com Associação de Mulheres Empreendedoras do Assentamento Rio Branco juntamente com professores da região, apoiando na construção de uma Casa de Farinha; parcerias com a Casa do Trabalhador, com oferecimento de curso como Formação em Reiki Nível I, módulo de Desenvolvimento Pessoal dentro de curso para jovens sobre inserção no mercado de trabalho, e iniciativas educativas; treinamento de voluntários em sistema agroflorestal com o parceiro George, da Chácara Frutos do Mato; quintais agroflorestais e projetos de extensão em parceria com professores da região; parceria com fábrica de eco-tijolo para produção dentro da Estação Flor do Alto; parceria com o Rotary para desenvolvimento de uma usina de reciclagem de vidro dentro da Estação; dentre várias outras ações.

A Estação Flor do Alto é um local de ancoramento de compaixão. Um local de paz, harmonia, integração do ser humano com a natureza, a ancestralidade, a comunidade local e de contato com a espiritualidade. Será um espaço para habitarmos e coexistirmos em comunidade com todos os outros seres. Os principais pilares da Estação são: sustentabilidade, educação e espiritualidade, através da realização de diversas práticas que integram físico, mental, social e espiritual, contribuindo para o desenvolvimento pessoal e expansão de consciência de todos os que lá habitarem.

A Estação trará para a comunidade tecnologias autossustentáveis, com plantio de agroecológicos orgânicos em sistema agroflorestal, energias bio renováveis, wetlands (tratamento de esgoto) e recuperação do solo e de nascentes de rios, práticas de reciclagem e redução de resíduos, arquitetura utilizando matéria-prima natural, e muito mais.

Trazendo a educação como peça fundamental em todo esse processo, uma escola rural acessível para toda a população devolverá para a comunidade ensino de qualidade, além dos vários cursos profissionalizantes, parcerias com professores, universidades e iniciativas educacionais locais da cidade de Barreiras que já estão em desenvolvimento. Uma Ecovila e Ashram trarão a prática espiritual para o cotidiano da vida em comunidade na Estação, auxiliando em processos de cura, despertar e expansão da consciência de todos os que nela habitam ou frequentam.

Ser o Amor em Movimento é quem somos.
Nós acreditamos que o poder da terra e do coletivo é capaz de curar e nos integrar com gentileza e alegria.
Nós acreditamos que nós mesmos somos os principais agentes da mudança que queremos ver no mundo.

Ser a Luz em Ação é o nosso propósito.
Nós assumimos a responsabilidade como agentes voluntários de transformação e mudança.
Trazemos a possibilidade real de uma profunda mudança de consciência, despertando virtudes pelo altruísmo e serviço desinteressado.

Precisamos nos conhecer para nos realizarmos.
O fruto do nosso propósito é a virada de chave na consciência coletiva, de forma gentil.

Nós estamos prontos para o próximo passo.

O próximo passo é a compra da terra para construir no Oeste Baiano a nossa primeira Estação, a Estação da Compaixão.
Seremos cada vez mais o amor em movimento, se você for conosco a luz em ação.

Ajude-nos a construir a Estação Flor do Alto, doando qualquer valor no botão abaixo.

Ou acesse: apoia.se/flordoalto.

Se você leu até aqui, deixa nos comentários uma palavra e um emoji sobre o que você achou da nossa história até hoje.
E você pode fazer parte dessa história, estamos apenas começando!
Clique aqui para fazer parte do projeto e contribuir com a sua Luz para o que estamos realizando.

Você já acompanha a Sangha Platina Solaris em todas as plataformas?

AS QUATRO CHAMAS GUARDIÃS

Dentro de toda a sacralidade da espiritualidade que atua junto à nós, apresentaram-se a nós quatro Entidades Guardiãs para nos apoiar no que estamos realizando no planeta como Família de Luz.

Estamos falando de Quatro Chamas que atuam com a Egrégora Espiritual da Sangha Platina Solaris intensificando e fortalecendo a abertura do coração. São novos/velhos amigos que se juntam a nós nesse momento para auxiliar na manifestação do nosso propósito: reacender a Chama Viva da Consciência Divina no coração da Humanidade, para a Ascensão em Unidade.

As quatro chamas se fazem presentes também na Estação Flor do Alto, auxiliando em todo o processo de abertura do coração dentro da primeira estação, e se parecem com a imagem que você vê no topo desta página.

A primeira Chama Guardiã vem sob o nome EL CHAI (pronuncia-se ”El Rai”), um nome em hebraico que significa Deus Vivo. Essa chama está ao Norte da estação, trazendo a relembrança da chama viva de Deus em todos nós. El Chai traz uma energia masculina, e sua presença pode ser convocada através da nota musical B (si).
O Deus da Criação Viva que tudo permeia. (Josué 3:10)
Ó El Chai, manifesta a Tua presença viva e a Tua mensagem de Amor para mim, teu servo humilde neste Teu planeta em meio a miríades de mundos Teus. Amen.

A segunda Chama Guardiã se apresenta como EL GIBBOR, um nome também em hebraico que significa Deus de Força ou Deus Poderoso. El Gibbor está a Leste, trazendo todo o poder do Deus que se manifesta para todos nós também em uma energia masculina. Através do entoar da nota musical F# (fá sustenido), El Gibbor é convocado.
O Deus que atua através da sinergia fraterna manifestada nos rigores da vida (Isaías 10:21; Jeremias 32:18).
Ó Poder Divino que chamamos El Gibbor, que Tu me ajudes na minha fraqueza a entender os mistérios da mais ínfima partícula de Luz que expressa a plenitude de um bilhão de sóis, e que aguarda os Filhos e Filhas que serão os novos Adãos e Evas. Amen.

NAMO é o nome da terceira entidade guardiã em forma de chama: a saudação, reverência ao Poder Divino. Namo (lê-se ”namô”) traz uma energia feminina, e está associada ao Sul na estação. Pode-ser chamada através da nota E (mi).

A quarta e última Chama Guardiã chama-se SO HUNG (lê-se ”sôu hãm”).
SO é a energia, a vibração de fusão, e HUNG é a vibração do Infinito, daquilo que é Real; a essência da Criação. Assim, SO HUNG significa Eu Sou Vós, a representação da Unidade de tudo aquilo que É. Essa chama traz uma energia feminina, que está a Oeste e é convocada também através da nota musical F# (fá sustenido).

EL CHAI
EL GIBBOR

NAMO
SO HUNG

❤️🔥❤️
🔥❤️🔥
❤️🔥❤️

RELATO DA JAYANTI: CAMINHADA CONSCIENTE DE 28/08/21

“Tudo começou no dia anterior, no dia 27.
Dentro dos meus processos internos de despertar, estou sempre me questionando, me investigando, me autorresponsabilizando pelos meus processos, por minhas decisões e tudo mais.

Num momento de meditação, eu tava conversando com o Pai, pedindo pra Ele reformar no meu coração o que deveria ser feito, se realmente era aquilo que eu tava sentindo no meu coração, pra que Ele pudesse me dar um sinal. E imediatamente nesse momento veio na minha tela mental uma abelha, como se fosse aparecer uma abelha pra mim. Aí deixei que isso viesse e fosse embora, e morreu o assunto.

No dia seguinte fomos fazer a Caminhada aqui no Rio de Janeiro, na cidade de Rio das Ostras, e assim que a gente fez toda a conexão com a Egrégora da Sangha Platina Solaris e da Ponta de Lança e agradecemos por estar ali, logo no início veio uma abelha em mim. Ela pousou em mim e eu fiquei muito emocionada com aquilo porque eu entendi o recado ali. Ela foi percorrendo todo o meu braço direito, onde eu tenho uma tatuagem da Deusa Saraswati, e eu agradeci aquela Presença, eu agradeci a mensagem e falei OK, vou meditar sobre isso durante a minha Caminhada.

Logo mais à frente ela pousou em mim de novo. Aí eu pensei: essa tá querendo ficar comigo mesmo. Fiz um gesto com o braço pra ela sair, continuei catando lixo, mas ela veio de novo.

Quando ela veio de novo, ela foi no braço direito, onde eu tenho outra tatuagem que é ‘Om Namah Shivaya’. E ela ficou muito tempo parada ali, e eu agradeci novamente por aquele momento e falei ‘cê já pode ir!’. Fiz com o braço pra ela voar e ela voou.

Continuei mais à frente, e então senti que ela pousou no meu ombro, também o ombro direito. Só que eu tava de mochila e a mochila foi em cima dela. O que que aconteceu? Ela me picou. Eu não tenho como não ficar emocionada porque eu sei que a abelha quando perde o seu ferrão, ela morre.

Eu não sei qual o sentido que essa abelha perdeu a vida por mim, para mim, pra me trazer um recado do Divino, mas isso tá claro. Eu ainda não consegui compreender tamanha entrega dela, tamanha doação. Talvez seja o próprio espelho, né? E doeu, ardeu, mas eu agradeci muito, muito, eu honrei aquele momento ali. Ainda tô processando tudo isso, tudo o que significou isso.

Recebemos recentemente um pedido da Egrégora para que a Chama do Rio de Janeiro se mantenha acesa e eu tomei isso pra mim, entrei no grupo dos Realizadores e hoje eu tô como Realizadora do Rio de Janeiro. Pretendo fazer tudo que eu possa pra ajudar, contribuir pra que essa chama permaneça acesa.

Foi muito maravilhosa a Caminhada, é muita benção e muita gratidão por todo esse movimento: primeiro a gente pisa, depois a gente recebe. E cada vez mais o Pai nos prova que é dessa forma que a gente deve agir.”

Depoimento da voluntária Jayanti, da Sangha de Rio das Ostras

AS TRÊS BENÇÃOS: GRACE, B’NAI OR E ABBA

As três bençãos chegaram para nós ao planeta Terra através da Comunhão de Três Forças que regem o nosso Quadrante Solar.

BENÇÃO GRACE

Primeiro, veio até nós a benção Grace, The Golden Blessing!, uma benção que vem através da parte feminina de Deus. Dentro da Sagrada Trindade Paraíso com a qual trabalhamos em Sangha, esse Deus Feminino é o Espírito Santo.

A Grace é uma manifestação profunda da experienciação da Graça através da ação, do poder do Espírito Santo em todos nós. Não estamos falando aqui do Espírito Santo trazido pelas grandes religiões, mas sim da parte Feminina de Deus.

BENÇÃO B’NAI OR

Depois, veio pra nós a B’nai Or, que significa Filhos da Luz, uma relembrança da Aliança entre o Deus e o Homem que se faz presente. É uma benção que é possível somente através da Graça Divina, ou seja, através da Grace (e por isso ela foi a primeira a vir a nós), pois a B’nai Or traz a energia do Universo-Pai pro Universo-Filho.

Dentro da representatividade da Trindade Paraíso, a B’nai Or é a benção do Filho, de manifestação profunda de Deus em todos nós, em nossos corações. É uma relembrança da Fonte através do Universo-Pai pros Universos-Filhos que estão aqui ancorados.

BENÇÃO ABBA

Dentro de todo esse processo de manifestação, fechamos a primeira década de atuação do Projeto com a Trindade Sagrada se manifestando em todos nós através da benção Abba.

Abba é a manifestação profunda do Universo-Pai em consonância com Deus, Deusa e Filhos. A Abba é uma União, uma benção Universalista da mais profunda manifestação do Criador em todos nós, criaturas.

Essa é a manifestação das três bençãos. Isso só é possível a partir do momento que experienciamos a Graça, relembramos em nosso coração essa estrutura que somos aqui, para que então estejamos prontos para receber a mais profunda glória de Deus em nossos corações.

Deus, Deusa, Universo-Pai, Universo-Filho, o Sol, a Lua, e todos nós.

Você já acompanha a Sangha Platina Solaris em todas as plataformas?