Flor de mãe 6 – Maternidade, o corpo e puerpério.

Se existe algo que a maternidade me trouxe, foi a possibilidade de observar os comentários de outras pessoas a cerca do outro, de si mesmos e dos próximos. Algo me chamou a atenção no quesito corpo no pós da gravidez.

Logo recém parida a primeira coisa que ouvi (e ouço isso até hoje) foi, nossa está com olheiras, já está com cara de mãe.

Nessa afirmação do outro em relação a minha apresentação naquele momento se observam algumas coisas.

  • qual o estereótipo de mãe que você possui?
  • como uma boa mãe se apresenta a você?
  • porque olheiras ou cansaço são sinônimos de maternidade?
  • porque a ideia de mãe vem atrelada ao cansaço, ou a um corpo desarrumado?

Você pode até responder, porque é assim, mas quem é essa voz que te responde isso? Qual foi a máscara de mãe que te ensinaram a usar e a descrever?

Um outro ponto que gostaria de falar é empatia. Elogios não precisam ser apenas foçados no físico de alguém.

Quando vir uma mãe, ainda mais em seu puerpério, não comente das olheiras, do peso ainda não perdido, dos cabelos para cima ou de qual esteriótipo que você não considere ideal. Não comente sobre o corpo, porque perceba, nós sabemos disso. Quando ver uma mãe seja empática, diga que ela está fazendo um bom trabalho, diga que ela não está sozinha, diga que está la para o que ela precisar, diga que você oferece o seu ombro amigo para o que ela precisar, diga que se alguns dias não estão sendo fáceis que isso irá passar. Uma das mães mais empáticas que conheci na minha vida me disse uma coisa em um momento de exaustao que levo até hoje. – observe o amor e o carinho nessa frase! – quando estiver difícil, abrace seu filho, sinta o cheirinho da cabeça dele e beije ele. Tudo está certo.

Percebe? Seja empático com as mães, seja empático com você, tenha empatia com o mundo! Respeite e aprenda a vir.ver
Se nem o seu corpo te pertence, o do outro te pertence menos ainda 💖

🌷O projeto flor de mãe nasceu para trazer a consciência da responsabilidade em ação no maternar, puerpério, gestação e entendimentos sobre as esferas de uma criação consciente, leve e ativa. Somos aqui!

#maes #maesefilhos #maternidade #maternidadeconsciente #mães #maesunidas #maternidadeleve #maesreais #maternidadeativa #maternidadefeliz #maternidadecomamor #maternidadeafetiva #maternidades #maternidadecomapego #maternidadesemculpa #criacaoconsciente #criacaocomamor

#criacaocomrespeito #maternar #maternarcomamor #maternarconsciente #maternarmaisleve #materno #consciente #amor #thegoldenwalk #despertar #despertardafamilia #sagradofeminino #sagradodaunidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s