#workmeditation no Golden Place Torre da Serra

Uma tarde de domingo com sol, trabalho, meditação e muitos sorrisos. Foi assim o mutirão do último domingo, dia 15/08, no Golden Place Portal Torre da Serra, em Belo Horizonte (MG).

Foi um momento para os voluntários colocarem a mão na massa – ou melhor, na terra – e plantar mudas de árvores frutíferas e de hortaliças, cuidar das plantas maiores e colher o que estiver produzindo. O lanche também foi colaborativo e, no final, todos levaram o que estava em abundância na horta.

MeditaAÇÃO

A entrega total à tarefa é um exercício de meditar em ação, por isso a hashtag workmeditation nas redes sociais do Projeto The Golden Walk Foundation .

“Servir para o Ser vir.”

Saulo Nardelli

Saulo Nardelli, tutor da Sangha Platina Solaris, grupo que impulsiona esse movimento, traz essa frase com frequência em seus discursos. Nos Golden Places, os voluntários têm a oportunidade de praticar essa premissa, exercitando o serviço desinteressado. O contato com a natureza é um chamado para estar presente e também uma oportunidade de estar em contato profundo consigo mesmo.

Clicando aqui você pode saber mais sobre os Golden Places (Um lugar dourado).

Para Henrique Natureza, “o contato com a terra e com as plantas, sentir a energia de todos os minerais, das plantas e das pessoas é maravilhoso, fez bem para a mente e para o corpo”.

“Sair da selva de pedra de BH, continuando em BH, porém na natureza”, assim ele descreveu sua primeira visita à Torre da Serra.

“Foi um dia transformador, estou me sentindo leve, é muito bom estar aqui”, contou Nayara Oliveira, que participou do mutirão pela primeira vez com a filha Alice. Os mutirões são recorrentes na Torre, todos são bem vindos e as datas são divulgadas no Instagram @thegoldenwalkfoundation ou no canal da Torre no Telegram.

A energia do lugar, a beleza, a vista, a energia das pessoas, o tipo de trabalho, colocar a mão na terra, rir e conversar com um tanto de gente diferente foi maravilhoso!

Nayara Oliveira

#workmeditationkids

No caso das crianças, a diversão foi se jogar de corpo e alma na terra, em profunda entrega à natureza. Ludimila levou a filha e a afilhada, que escolheram ir brincar na terra assim que chegaram. “Vi nelas a mais profunda conexão com a natureza e com si mesmas, fazendo o que gostam com liberdade para se sujar”.

“Foi lindo ver a conexão entre as crianças, estavam trabalhando em equipe para conseguir um super escorrega na terra e nisso mostrando suas habilidades naturais”.

Manifestação da natureza

16:30h é o horário da meditação na Torre da Serra. A anfitriã Sheila Maciel toca o sino tibetano todos os dias, no mesmo horário, para iniciar um momento de silêncio. Nesta meditação há uma conexão portais de ancoramento da energia da compaixão na Terra.

“Foi possível sentir a brisa do vento, ver uma luz vermelha e a luz platina.” Essa foi a sensação de Larissa Silva durante a meditação, além da surpresa presenciada por todos: “Tivemos ainda a visita inacreditável de um enxame de abelhas! Primeiramente achei que fosse o som da própria música que ouvíamos, mas não, era a própria natureza interagindo conosco. Foi lindo, sai revigorada!”

Depois da meditação, aqueles que ainda não faziam parte das atividades do Projeto The Golden Walk , descobriram que o programa de voluntários é representado pelas abelhas e se chama Be the Bee.

Sente que pode fazer mais do que hoje e quer ser voluntário no projeto The Golden Walk? Clique para saber como.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s